quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Um dia sem Contação

Um dia fui ler o Contação... e estava assim:

"Queridos leitores de Letras et Cetera,

Infelizmente, por motivos de saúde, não consegui preparar um novo conto para publicação nesta quinta-feira. Minhas sinceras desculpas aos que vêm aqui todos os dias à procura de novos textos, e em especial aos amigos que tanto esperam a publicação semanal desta minha coluna.
Tenho certeza que encontrarão outros textos maravilhosos nesta revista literária digital!
Um grande abraço e até a semana que vem,

Mariela Mei"

Saiu isso então:


E o pseudo poeta se entristece
Na ausência do conto
Da tinta que não pinga
Da ponta da pena, da caneta, do grafite
Ou dedo que a digite.

E sente-se só.
Sem a letra
Sem a frase
Sem o tema que dispersa...

Me atrapalha, eu quem gosta
E trabalha.
Mas pára ansioso
Na Contação

Que hoje não me contou
Não me encantou
Na verdade, me perturbou,
Mais do que um texto ruim!

Me entristeceu...
Sem conto
Sem poema
A amiga, doente...
Doente, eu...
então eu faço a contação!
1
2
3
4
5
6
7
.
.
.

Seguir por Email