segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Eu quero um corpo

Perfeito em uma mente feita
Desejo uma menina,
Como um dia cantaram sobre Cristina
A linda garota de lábios morango
Lambuzados de sorvete


Não preciso ser Romeu
Querer Julieta toda perfeita
Envenenada e caída sobre a calçada


Amor imperfeito
Palavra com fio e frio de cortar
Lâmina de espada
De língua bipartida
Uma maçã oferecida
Por uma bruxa ou serpente

Branca, alva neve
Mel e leite
Dedos e seios
Coxas e ombros

Segredados pensamentos
Impuros todos, sentimentos e desejos
Apenas anseio meu
Um corpo do sexo oposto
Saciando o gosto
Proibido e libertino
Simples desatino de gozo
Prazer de ver
Um corpo perfeito que não seja oco

Seguir por Email