sábado, 8 de setembro de 2012

Natureza exata


Por dentro existe um outro eu
Aquele que não vê beleza em nada
Que vê apenas a lógica das palavras
A morte como saída única e a dor como mestra

Por dentro existe um outro eu
Aquele que assassina qualquer poesia
Que critica o que não é dele mesmo sendo meu
E se vê como o único a saber de coisas

Por dentro existe um outro eu
Aquele que se alimenta de coisas negativas
Que insiste em sobreviver a qualquer custo
Sempre me lembrando que ele é a minha natureza

Seguir por Email