quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Atômico

Átomo
Indivisível,
No pensamento assim primeiro
Hoje se sabe muito
E continua...
Invisível
Sabe-se tanto
De quase tudo
Que até dele,
Que faz o que é tudo,
Dá para acabar com tudo
Mas não com ele.
Nele, órbitas
Partículas, ondas
Ondas-partículas
Partículas-ondas
Altera-se o átomo
Explode-se a bomba
“A rosa radioativa estúpida inválida”
O cogumelo venenoso.
De que me interessa
Explicação destas coisas
Que findam em destruição
Que findam em cura
Que findam em vida
Que findam em morte

Paradoxo freqüente
E ele sempre o mesmo
O todo poderoso átomo.

Seguir por Email